sexta-feira, 24 de junho de 2011

Os desafios da decáda de90.

FHC e Lula: as espectativas para a década de 90



A década de 80 é conhecida na História brasileira como a "década perdida". Isso porque trata-se de um período em que o Brasil esteve envolvido em problemas que pareciam intransponíveis: a economia sofria os efeito da inflação galopante e de um desemprego que se apresentava em taxas altas.

Diante disso a década de 90 tinha de ser a década da recuperação econômica e isso não seria possível sem que houvesse o controle da inflação.

Controlar a inflação e estabilizar a economia foi o desafio de Fernando Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso.

Para tanto o Collor deu início ao neoliberalismo no Brasil e para o controle da inflação ele resolver diminuir dinheiro em circulação retendo as poupanças acima de 50mil cruzeiros por um período de 18 meses. Nos primeiros meses de 1990 a taxa de inflação que era de 90% chegava a 14%, mas a recessão econômica e, sobretudo, a corrupção, fizeram do plano um fracasso.

Itamar Franco e FHC continuaram com o neoliberalismo, mas para diminuir o dinheiro em circulação e combater a inflação eles optaram por não reter poupanças e sim manipular a taxa de câmbio com a paridade entre a moeda nacional e o dólar e a taxa de juros. o Brasil em fim saiu do marsmo da decáda de 80.

Inflação controlada e economia estabilizada só restou ao Lula fazer aquilo em que ele tanto se orgulhava e motivo pelo qual conseguiu eleger Dilma: o crescimento econômico, que sempre esteve limitada pelas altas taxas de juros.

Portanto, se a economia brasileira é estável e está em expansão não é mérito unicamente do PT, o sucesso começou já com o Itamar Franco e se consolidou durante o governo do tucano FHC.


Portanto,