sábado, 5 de janeiro de 2013

História: recurso do presente




Parece já estar consolidado nos meios acadêmicos e nos livros didáticos que a História estuda o passado com o propósito de entender o presente.

Vivemos em uma sociedade extremamente desigual porque o Brasil desde as suas origens foi constituído dessa forma: na fase colonial temos a presença dos senhores (a elite, detentora de privilégios e riquezas) e os escravos que sequer tinham a posse de si mesmos. Eis aí os extremos da desigualdade social. Nos séculos seguintes, o Brasil foi incapaz de reverter esse quadro.

Por que tal pessoa está presa? Porque, no passado, ela fez algo que justificasse a presença dela alí.

Por que tal aluno reprovou de ano? Porque  ele, por diversos motivos. não estudou tanto quanto deveria 

Por que a dona de casa deixou o arroz queimar? Porque no passado, enquanto o arroz cozinhava, ela fazia outras coisas como ver TV, conversar com alguém na sala, ler uma revista interessante, etc...

A época em que a História esteve reduzida ao passado já se foi. Ela se adequou à sociedade atual, que tem como uma de suas características marcantes o utilitarismo. A História foi dotada de uma utilidade prática para todas as pessoas. Entender a realidade onde se vive, ter consciência política mais apurada, ser um cidadão cientes de seus deveres e direitos também são objetivos do conhecimento histórico.

Um comentário:

Jovita Capitão disse...

Excelente texto! Bastante claro e simples de entender.
Obrigada por visitar o meu blogue. Estou muito grata. Vim espreitar o seu e fiquei rendida. Parabéns e muito sucesso!

Jovita Capitão.

http://rainhadasinsonias.blogspot.pt/