terça-feira, 12 de março de 2013

O BRASIL NA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL


          A participação do Brasil na Primeira Guerra Mundial foi estabelecida em função de uma série de episódios envolvendo embarcações brasileiras na Europa. No mês de abril de 1917, forças alemãs abateram o navio Paraná nas proximidades do Canal da Mancha. Seis meses mais tarde, outra embarcação brasileira, o encouraçado Macau, foi atacado por alemães. Indignados, populares exigiram uma resposta contundente das autoridades brasileiras.

Na época, o presidente Venceslau Brás firmou aliança com os países da Tríplice Entente(Estados Unidos, Inglaterra e França) em oposição ao grupo da Tríplice Aliança (Áustria-Hungria, Alemanha e Império Turco-otomano). Sem contar com uma tecnologia bélica expressiva, podemos considerar  a participação brasileira na Primeira Guerra Mundial bastante tímida. Entre outras ações, o governo do Brasil enviou alguns pilotos de avião, o oferecimento de navios militares e apoio médico.

Incumbidos de proteger o Atlântico de possíveis ataques de submarinos alemães, sete embarcações foram usadas na Primeira Guerra: dois cruzadores, quatro contratorpedeiros e mais um navio auxiliar. A pequena tripulação destes navios, mesmo tendo um papel breve, foi vítima da epidemia de gripe espanhola que assolou a Europa nesse período. A experiência de maior sucesso brasileiro no conflito aconteceu com os grupos enviados para lutarem ao lado de soldados franceses e britânicos.

Questões

1- O que estabeleceu a participação do Brasil na Primeira Guerra Mundial?
2- A Alemanha atacou embarcações brasileiras por duas ocasiões em um intervalo de seis meses. Você acha que o Brasil demorou em dar uma resposta? Se os brasileiros não exigissem uma resposta, você acha que o governo do Brasil declararia guerra aos alemães?
3- Por que a participação brasileira na guerra foi tímida?
4- Quais as principais ações do governo brasileiro?


Nenhum comentário: