sexta-feira, 24 de maio de 2013

O POVO DOMINADO: o voto de cabresto


A rede de dominação exercida pela elite latifundiária ao povo brasileiro durante a República Velha se mostrou extremamente eficiente. Certamente, a Constituição de 1891 contribui enormemente para tal domínio. Ao mesmo tempo em que aboliu o voto censitário, a maioria da população foi proibida de votar por ser formada de mulheres, soldados, religiosos ou analfabetos. E os poucos que podiam votar eram submetidos aos efeitos do coronelismo que tinha como arma o fato de o voto ser aberto ao invés de ser secreto.

O coronelismo foi uma política de compromisso entre os chefes locais e os governos estaduais que beneficiava a eles próprios. Os coronéis   valendo-se do voto de cabresto garantia a eleição do governador em troca de favores.

O povo nunca foi bobo, percebendo que a República não atendia ao seu anseio de mudança e a indiferência aos seus problemas seja no campo ou na cidade, promoveram revoltas em várias partes do Brasil.


             

Nenhum comentário: