domingo, 18 de maio de 2014

Constantino e o Cristianismo


Prestes a estar em uma importante batalha, Costantino tivera uma visão na qual o Deus Cristão disse a ele que com o símbolo da Cruz ele venceria. Lá se vai o exército de Constantino com o desenho da cruz nos escudos e a vitória garantida na Batalha de Ponte Mílvia, decisiva para as suas pretensões pessoais.

A vitória naquela batalha encheu Constantino de gratidão para com os cristãos e, sendo imperador, ele pôde fazer pelo cristianismo algo de extraórdinário. Em 313, juntamente com Licínio, publicou o Edito de Milão pelo qual restituía aos cristãos todos os bens confiscados e instituía a liberdade de culto no Império Romano. 

Para alguns estudiosos, Constantino foi o fundador do Cristianismo. Apesar dessa afirmativa ser um exagero, não chega a ser nenhum absurdo, pois com o imperador como patrono, o cristianismo, que já era muito forte no império, explodiu em conversões e poder.



Nenhum comentário: