sábado, 23 de março de 2013

O BEIJO NA BOCA E SEUS SIGNIFICADOS



O beijo na boca já cumpriu e vem cumprindo diferentes papéis na história da humanidade. Na Grécia antiga, por exemplo, era uma forma comum de expressar carinho usada entre pais e filhos, com ainda ocorre em algumas famílias. Entre os persas e os romanos antigos, cumpria o papel de mostrar reverência aos homens de prestígio social. Nos casamentos escosseses, depois de concluída a cerimônia, era o padre quem beijava os lábios da noiva como forma de abençoar a união do casal.

Veja como já na Bíblia, no livro Cântico dos cânticos, o beijo da mulher amada é descrito.

"Teus lábios, minha noiva, destilam néctar; em tua língua há mel e leite.
Tuas vestes têm a fragrância do Líbano. (4,11)

O QUE É NECESSÁRIO PARA CRIAR UMA BOA HISTÓRIA



Veja a reflexão que o escritor italiano Umberto Eco faz sobre o ato de narrar.

"Entendo que para contar é necessário primeiramente construir um mundo, o mais mobiliado possível, até os últimos pormenores. Constrói-se um rio, duas margens, e na margem esquerda coloca-se um pescador, e se esse pescador possui um temperamento agressivo e uma folha penal pouco limpa, pronto: pode-se começar a escrever, traduzindo em palavras o que não pode deixar de acontecer".

domingo, 17 de março de 2013

RELAÇÃO ENTRE A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL, IMPERIALISMO E PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL


Entender a relação entre esses três importantíssimos eventos é uma tarefa fácil. A referida Revolução Industrial fez com que houvesse um aumento na produção de mercadorias. A medida que a produção aumentou, a necessidade por matérias-primas e mercado consumidor também cresceu de maneira proporcional. Tal combinação acelerou a política imperialista de meados do século XIX (neocolonialismo), quando as potências europeias buscaram conquistar territórios na África e na Ásia em busca de matérias-primas e mercado consumidor. 

A chamada corrida imperialista gerou conflitos entre as potências europeias e tais conflitos causaram a primeira guerra  mundial na história da humanidade. Lembrando que a Primeira Guerra Mundial também teve outra causa: a disputa por territórios dentro da própria Europa. Foram os chamados movimentos nacionalistas. A Sérvia queria formar a Grande Sérvia, havia também o pan-eslavismo, o pan-germanismo e o revanchismo francês para cima dos alemães com o objetivo de reconquistar a região da Alsácia e Lorena, rica em carvão e ferro, tomada pelos alemães na Guerra Franco-Prussiana.

Questões

1- Sintetize a relação entre a Segunda Revolução Industrial, Imperialismo e a Primeira Guerra Mundial?
2- Cite outros dois fatos históricos e explique a relação que existe entre eles.

sábado, 16 de março de 2013

SOCIEDADE FEUDAL






DEPOIS DE OBSERVAR A IMAGEM ACIMA RESPONDA AS QUESTÕES A SEGUIR: (clique em "um comentário" e na janela que se abrirá em seguida, escreva seu nome, turma , escola e digite o número da questão e em seguida responda)

1- Esclareça com informações da imagem, o porquê que a sociedade feudal era ruralizada.
2- Quem eram os senhores e quais os benefícios que eles possuíam?
3- Quais as obrigações dos servos?
4- Como você explicaria as relações de vassalagem?

quarta-feira, 13 de março de 2013

A PRIMEIRA GRANDE REVOLUÇÃO DA HISTÓRIA


Quando se fala em revolução, temos a impressão de que só houveram duas: a Revolução Industrial e a Francesa, tamanha é a importância dada a esses dois eventos. Praticamente não se houve falar em uma outra, ocorrida em época remota e que possibilitou um grande desenvolvimento técnico e social que nos deu um dinamismo que transformou  o curso da humanidade. O Termo "revolução" não poderia ter sido melhor empregado.

Imaginem só se nós ainda não dominássemos a arte da agricultura ou a técnica de domesticação de animais e da metalurgia. Não estaríamos no nível de desenvolvimento atual. A chamada "Revolução Neolítica" tirou os homens do nomadismo e os tornou capazes de produzir seu próprio alimento. Ao aumento da produção e estoque de alimentos se seguiram, o aumento populacional, o surgimento das primeiras vilas e cidades e a especialização do trabalho. Foi dado um impulso sem igual ao progresso humano, progresso que continua até os dias atuais.

terça-feira, 12 de março de 2013

O BRASIL NA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL


          A participação do Brasil na Primeira Guerra Mundial foi estabelecida em função de uma série de episódios envolvendo embarcações brasileiras na Europa. No mês de abril de 1917, forças alemãs abateram o navio Paraná nas proximidades do Canal da Mancha. Seis meses mais tarde, outra embarcação brasileira, o encouraçado Macau, foi atacado por alemães. Indignados, populares exigiram uma resposta contundente das autoridades brasileiras.

Na época, o presidente Venceslau Brás firmou aliança com os países da Tríplice Entente(Estados Unidos, Inglaterra e França) em oposição ao grupo da Tríplice Aliança (Áustria-Hungria, Alemanha e Império Turco-otomano). Sem contar com uma tecnologia bélica expressiva, podemos considerar  a participação brasileira na Primeira Guerra Mundial bastante tímida. Entre outras ações, o governo do Brasil enviou alguns pilotos de avião, o oferecimento de navios militares e apoio médico.

Incumbidos de proteger o Atlântico de possíveis ataques de submarinos alemães, sete embarcações foram usadas na Primeira Guerra: dois cruzadores, quatro contratorpedeiros e mais um navio auxiliar. A pequena tripulação destes navios, mesmo tendo um papel breve, foi vítima da epidemia de gripe espanhola que assolou a Europa nesse período. A experiência de maior sucesso brasileiro no conflito aconteceu com os grupos enviados para lutarem ao lado de soldados franceses e britânicos.

Questões

1- O que estabeleceu a participação do Brasil na Primeira Guerra Mundial?
2- A Alemanha atacou embarcações brasileiras por duas ocasiões em um intervalo de seis meses. Você acha que o Brasil demorou em dar uma resposta? Se os brasileiros não exigissem uma resposta, você acha que o governo do Brasil declararia guerra aos alemães?
3- Por que a participação brasileira na guerra foi tímida?
4- Quais as principais ações do governo brasileiro?


quarta-feira, 6 de março de 2013

GENOCÍDIO JUDEU


Perseguidos sistematicamente desde a chegada de Hitler ao poder, os judeus estiveram entre as principais vítimas do terror nazista. Contra eles, o governo alemão criou, em 1935, uma legislação especial que excluía dos direitos de cidadania outorgados pela Constituição de Weimar a todos os alemães.

A partir de então, o terror anti-semita assumiu formas cada vez mais assustadoras, com a criação de campos de extermínio na Alemanha e em zonas ocupadas pelo Exército alemão, sobretudo na Polônia. Esses campos faziam parte de um plano denominado pelos nazistas de Solução Final do problema judeu, e neles foram massacrados 6 milhões de pessoas.

segunda-feira, 4 de março de 2013

A ARTE COMO EXPRESSÃO DA NOSSA HUMANIDADE




Em 1879, foram descobertas pinturas rupestres no interior da gruta de Altamira, na Espanha. Ninguém, na época, acreditou que aquelas fabulosas gravuras coloridas fossem autênticas.

O que explica essa descrença? Primeiro, achava-se que o homem pré-histórico era como um animal. Não seria capaz, portanto, de produzir arte. em segundo lugar, achava-se na época que a arte era uma forma de expressão das culturas mais complexas, e apenas pessoas letradas e refinadas seriam capazes de produzi-la.

Hoje em dia, sabe-se que a capacidade de produzir arte independe da cultura, da sociedade, da classe social e até do estado mental do artista. A arte cria significados sobre o mundo por meio da intuição do artista, manifestando-se na pintura, na música, na poesia, no cinema, nas colagens, no teatro, na dança e em outras linguagens.

domingo, 3 de março de 2013

ATIVIDADE PARA OS 9° ANOS

DOMINAÇÃO E RESISTÊNCIA

Não pensem vocês que as potências europeias repartiram e ocuparam a África, dominaram boa parte da Ásia sem que fosse preciso ser derramado nenhuma gota de sangue. Não se esqueçam que houve violência nesse processo de dominação. Entre os eventos que merecem destaque, abordaremos a Guerra dos Bôeres,  a Revolta dos Sipaios, e as Guerras do Ópio.

Na África, os ingleses conquistaram vasta região, que incluía a África do Sul, Rodésia, Tanganica, Quênia, Uganda e Sudão, além de manterem influência sobre o Egito. A extração de diamantes e de  ouro na região de Orange provocou lutas entre os ingleses, comandados pelo governador Cecil Rhodes, e os africanos de origem holandesa que habitavam a região, os bôeres. Esses confrontos ficaram conhecidos como Guerra dos Bôeres (1899-1902) e foi vencida pelas tropas inglesas.

Na Ásia, os abusos das autoridades inglesas na Índia, o empobrecimento do povo e as sucessivas crises de fome no país provocaram uma rebelião contra a dominação inglesa: a Revolta dos Sipaios (1857). Os ingleses fizeram uso de metralhadoras, canhões e esmagaram a revolta com facilidade.  a Inglaterra aproveitou-se disso para assumir diretamente o governo da Índia por meio de vice-rei. Os lucros obtidos na Índia permitiram aos ingleses a construção de amplo sistema ferroviário e de comunicações no país e o envio de milhões de libras para a Inglaterra.

Na China os Ingleses passaram a obter enormes lucros com a venda de ópio para a China. O Ópio era uma forte droga que provocava dependência física e psíquica e trazida das plantações inglesas na Índia. A venda do ópio era proibida na China, pois afetava a saúde dos chineses. Os chineses então resolveram agir: confiscaram e lançaram ao mar 1400 toneladas de ópio bruto. a resposta britânica foi a guerra. A Guerra do Ópio (1839-1842) terminou com a vitória dos ingleses. Os ingleses, evidentemente, aproveitaram-se da vitória para obter vantagens por meio do Tratado de Nanquim, assinado em 1842.

De acordo com o Tratado de Nanquim, cinco portos da China ficariam abertos para os comerciantes ingleses, pagamento de uma indenização de 21 milhões de dólares, o controle de Hong Kong pelos ingleses. Pouco tempo depois, os norte-americanos, os franceses e os russos também obtiveram dos chineses direitos comerciais e privilégios semelhantes.

DEPOIS DE TER LIDO O TEXTO, RESPONDA.

1- Quais os Conflitos da época do neocolonialismo que são destacados no texto?
2- O que provocou a Guerra dos Bôeres?
3- O que provocou a Guerra dos Sipaios e quais as armas utilizadas pelos ingleses?
5- Por que o Tratado de Nanquim aumentou o controle dos ingleses na China?
6- Por que será que a Índia e a China era tão disputada pelas potências imperialistas?